Evento Verdemar set. 2021

 

Produtos vencedores do 17º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais chegam aos supermercados

 

 

BELO HORIZONTE (13/9/2021) - O governador Romeu Zema participou, nesta segunda-feira (13/9), do lançamento dos Cafés Campeões, do 17º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, que avaliou e premiou os produtos da safra 2020. O encontro foi na rede supermercadista Verdemar Sion, em Belo Horizonte, parceira do evento.

O governador parabenizou os mais de 1,7 mil participantes do concurso e saldou o grande campeão da edição, o cafeicultor Ademir Abreu de Lacerda, do município de Espera Feliz, região das Matas de Minas. O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais  é promovido pela Emater-MG.

"Parabenizo todas as milhares de pessoas que trabalham na cafeicultura, que, com muito esforço, conquistaram credibilidade na produção do café de altíssima qualidade, reconhecido no Brasil e no mundo. Queremos que grande parte desses produtos que circulam no estado sejam de linha premium, rentabilizando tanto o produtor rural quanto as redes de supermercado responsáveis pela comercialização", destacou.

Riqueza no campo

Além disso, Zema destacou a importância do café na geração de emprego e renda no estado e ressaltou os investimentos para que um produto de melhor qualidade chegue, cada vez mais, à mesa dos mineiros. "Temos que investir e melhorar para que não sejamos somente um exportador de commodities. O café, produto fundamental para a economia do estado, é importante gerador de riqueza, além de um setor empregador e de prosperidade para quem mora no campo", disse. O café é um dos principais produtos de exportação de Minas Gerais e vem contribuindo para o crescimento do PIB agrícola do Estado, como lembrou o diretor presidente da Emater-MG, Otávio Maia. “Dados da Fundação João Pinheiro mostram que o PIB agropecuário do Estado subiu de 18% para 22,6%, de 2019 para 2020. Ele não só subiu percentualmente, devido à dificuldade de outras áreas na pandemia, mas porque o PIB agropecuário vem crescendo. O aumento foi de mais de 30% de 2019 para 2020, mostrando que o trabalho árduo dos produtores rurais tem dado muito resultado, assim como as políticas da Secretaria Estadual de Agricultura”, destacou.

Certificação

A secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini, explicou que, com o concurso, a qualidade do café é melhorada. Além disso, ela ressaltou que a elevada pontuação dos concorrentes é fruto de um trabalho que foi construído ao longo dos anos.“É preciso agradecer o trabalho dos técnicos da Emater e dos produtores na realização desse concurso. São mais de 1,7 mil amostras. É um dos maiores concursos do mundo e com um grande número de produtores certificados. Temos trabalhado pela ampliação do número de cafeicultores com certificação. Com a pandemia, notamos uma maior busca por produtos certificados. Isso demonstra a importância do Certifica Minas Café”, lembrou.

Campeão

O cafeicultor Ademir Abreu de Lacerda, que foi o campeão 17º Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais, também destacou a importância da Emater, que muitas vezes atua nos bastidores da produção e possui uma equipe de grande importância para os agricultores. “São os técnicos que nos orientam e dão suporte para que possamos evoluir cada vez mais, buscando tecnologias para melhorar nosso produto, garantido a qualidade na mesa do consumidor", disse.

Produtor Ademir Lacerda

O concurso

O Concurso de Qualidade dos Cafés de Minas Gerais é promovido pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Emater e Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), em parceria com a Universidade Federal de Lavras (Ufla), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas e a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão (Faepe). Em 2020, a premiação recebeu 1.792 inscrições. A participação no concurso é gratuita e podem concorrer somente produtores de municípios mineiros, com amostras de café arábica, tipo 2 para melhor, colhidas no ano do concurso.

Cafeicultura em Minas

Minas Gerais tem 463 municípios produtores de café e uma área cultivada de 1,2 milhão de hectares (dados do mapeamento do parque cafeeiro mineiro de 2018).A macrorregião Norte e Vales do Jequitinhonha e Mucuri possuem 77 municípios produtores e uma área plantada de 37,8 mil hectares. Já o Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Nordeste somam 51 municípios e uma área cafeeira de 211,9 mil hectares.Na Zona da Mata mineira, Vale do Rio Doce e região Central são 181 municípios e uma área cultivada de 322 mil hectares.As regiões Sul e Centro-Oeste, juntas, possuem a maior área. São 649,9 mil hectares plantados em 154 municípios. O estado é o maior produtor de café do Brasil, produzindo mais de 50% da safra nacional.   

 

Fonte: Agência Minas

Publicado em: 13/09/2021



Matérias Relacionadas

Emater-MG faz levantamento de áreas produtoras de café atingidas pela geada da última semana (13/09/2021)

 

Faça parte do nosso grupo exclusivo no Whatsapp, para receber em primeira mão as notícias da Emater-MG

 


Compartilhe!