Doença, identificada no município em 2017, ataca os citros e não tem cura

 

Belo Horizonte (14/10/2019) – Nesta quarta-feira (16/10), será realizado o 2º Encontro Técnico do Frutifica Minas, em Belo Vale, região Central de Minas Gerais. Entre os temas abordados está o Greening, doença que ataca os citros e não tem cura. O objetivo é orientar os citricultores sobre os riscos da doença e as medidas preventivas.

A expectativa é que o encontro técnico reúna cerca de 150 produtores. Também serão abordados temas como crédito rural, diversificação da fruticultura e tecnologias de produção. Mas, o principal assunto é o avanço do Greening no estado e na cidade de Belo Vale.

“O município tem nesta cultura um forte impacto produtivo, social e econômico. Devido às características altamente destrutiva do Greening - rápida disseminação e difícil controle -, é necessário e urgente que busquemos alternativas para controlar os impactos negativos da sua proliferação”, diz o coordenador regional de Fruticultura da Emater-MG, Wagner Santos.

O Greening prejudica o desenvolvimento das plantas e provoca a consequente perda na produção de frutos. A disseminação da doença ocorre por meio de mudas, enxertia e do inseto vetor Diaphorina citri, popularmente conhecido como psilídeo.

O evento, promovido pela Emater-MG e Epamig, vinculadas da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Sepa), será realizado a partir das 12h, na Rua Juquinha Braga, 10, bairro Boa Vista. 
 
A doença foi identificada em Belo Vale em 2017. Levantamento feito pelo Instituto Mineiro de Agropecuária IMA, referente a 2018, aponta que 7.561 plantas do município foram erradicadas por causa do Greening. Só no primeiro semestre de 2019, foram cerca de 4 mil plantas erradicadas em Belo Vale.

 

Ações
Algumas ações estão sendo desenvolvidas no município para o combate à doença. Entre elas mobilização e orientação dos produtores, capacitação de produtores e técnicos, distribuição de armadilhas adesivas e a implantação do Programa Municipal de Diversificação da Fruticultura.

Essas iniciativas têm diversos parceiros, entre eles a Prefeitura de Belo Vale, Seapa, IMA, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Geais (Emater-MG), Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) e associações de produtores. 

Frutifica Minas
O Frutifica Minas é constituído de uma série de eventos, como palestras técnicas, oficinas e dias de campo para debater questões relacionadas à fruticultura no estado. O programa é realizado desde 2010 pela Seapa e suas vinculadas Emater-MG e Epamig, universidades federais de Lavras e Viçosa, além de prefeituras e instituições privadas e públicas.
 
O objetivo é a socialização de tecnologias, visando a melhoria na quantidade e qualidade das frutas produzidas, além do aumento da renda do produtor e a manutenção e geração de empregos na atividade.
 
Ascom Emater-MG
Jornalista: Sebastião Avelar
Tel: 31 3349-8132
e-mail: avelar@emater.mg.gov.br
www.emater.mg.gov.br
Fotos: Arquivo Emater-MG

 

Publicado em: 15/10/2019



Matérias Relacionadas

Minas Gerais é destaque na produção de citros (15/10/2019)