Foco da Agenda

A pecuária bovina está entre as principais atividades agropecuárias de Minas Gerais. O Estado é o maior produtor nacional de leite, tem o segundo maior rebanho bovino do país e também ocupa a vice-liderança na produção de carne. Além da expressividade econômica, a pecuária bovina também tem importante função social para os mineiros. Ela gera trabalho e renda no campo, além de disponibilizar para o mercado alimentos de alto valor nutritivo, contribuindo com a segurança alimentar. 

Ao incluir a pecuária como um dos eixos de sua Agenda Estratégica, a Emater–MG assume o desafio de proporcionar maior competitividade à cadeia de valor desta atividade – incluindo os sistemas agroindustriais –, por meio de assistência técnica qualificada. Os extensionistas da Empresa prestam assistência aos pecuaristas, com diversas ações relacionadas à atividade em todo o Estado. 

O trabalho da Emater–MG tem por objetivo a qualificação técnica e gerencial da atividade desenvolvida pelos pecuaristas. Uma das principais ações é o incentivo à produção de alimento de qualidade e em quantidade suficiente para suprir a demanda do mercado consumidor. A Empresa também trabalha para viabilizar e ampliar a oferta de fêmeas e touros reprodutores de alto padrão, promovendo a melhoria genética do plantel mineiro. A eficiência reprodutiva e produtiva do rebanho bovino e o aumento da oferta de bezerros para recria e abate também estão entre as principais ações desenvolvidas pelos extensionistas da Empresa. Outra linha de ação da Emater–MG no trabalho com os produtores rurais é a constante melhoria dos parâmetros de qualidade do leite produzido em Minas Gerais e na gestão das propriedades.

Desafios e Proposições

 Modernização da gestão na atividade de bovinocultura 

  • Aplicar o Sistema de Gestão da Atividade de Bovinocultura nas propriedades trabalhadas como Unidades de Experimentação Tecnológica ou Unidades de Referência em bovinocultura.
  • Identificar e assessorar tecnicamente jovens para atuarem na Cadeia de Valor da Bovinocultura, com ênfase à gestão.

Fornecimento de alimento volumoso, com qualidade e em quantidade suficiente, para o rebanho bovino

  • Recuperar áreas de pastagens degradadas dos municípios conveniados com a Emater MG, em conformidade com as tecnologias preconizadas no Plano ABC – Agricultura de Baixo Carbono.
  • Ampliar a área de plantio de cana de açúcar e de milho e sorgo para a produção de silagem nas propriedades assistidas em bovinocultura.

Melhoria dos parâmetros qualitativos do leite produzido em Minas Gerais

  • Implantar as Boas Práticas Agropecuárias de produção nas propriedades trabalhadas como Unidades de Experimentação Técnica ou Unidades de Referência.
  • Realizar eventos técnicos voltados para a produção e oferta de leite de qualidade, em conformidade com a IN 62 / MAPA.

Oferta de fêmeas bovinas de qualidade para a reposição em rebanhos leiteiros e de touros/reprodutores melhoradores

  • Estabelecer parcerias com a EPAMIG e Embrapa, Associações de Criadores, empresas de biotecnologia, criadores “melhoristas”, cooperativas, associações e grupos de produtores, visando a melhoria genética dos rebanhos bovinos comerciais.
  • Negociar com cooperativas de produtores e laticínios a implementação de projetos para melhoria genética do rebanho por meio do repasse de fêmeas de reposição.

 Eficiência reprodutiva e produtiva do rebanho bovino e aumento da oferta de bezerros (as) para recria e abate

  • Aumentar a oferta de animais para o abate, por meio da adoção de práticas de manejo reprodutivo e produtivo, como: redução do intervalo de partos e da idade ao primeiro parto e aumento de peso dos bezerros(as) à desmama.
  • Ampliar a assistência técnica veterinária às propriedades assistidas por meio de parcerias com cooperativas, Sindicatos de produtores, prefeituras municipais e profissionais autônomos.

Minas Pecuária

O Minas Pecuária é um programa criado pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e tem a Emater–MG como uma das instituições executoras. As diretrizes do programa são assistência técnica e extensão rural, gestão da atividade, boas práticas de produção, qualidade dos produtos, sanidade animal, melhoramento genético, infraestrutura e logística, políticas setoriais e marcos regulatórios, além de pesquisa e inovação tecnológica.
 

Pró-Genética e Pró-Fêmeas

Em parceria com associações de criadores, a Emater–MG participa da promoção de feiras e leilões de fêmeas e touros reprodutores para a melhoria da genética do rebanho bovino comercial em Minas Gerais. Voltados prioritariamente para pequenos e médios pecuaristas, o Pró-Genética também contribuem para aumento na renda do produtor, geram emprego no campo e aumentam a oferta de carne e leite aos consumidores. O programa é coordenado pela Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa) e executado pela Emater-MG, Empresa de Pesquisa Agropecuária (Epamig), Instituto Mineiro de Agropecuária em parceria com  a ABCZ,  Girolando e o apoio de associações de criadores, agentes financeiros, sindicatos, cooperativas e prefeituras. Por meio do Pró--Genética são realizados feiras ou leilões de touros e matrizes. 

Convênios com Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Os convênios assinados entre a Emater–MG e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), entre 2014 e 2016, com investimentos de cerca de R$ 3,5 milhões, têm ações voltadas para pecuária de leite e corte e produção de Queijo Minas Artesanal. Os convênios continuam em execução.

 

Programa de Inseminação Artificial

Iniciado em 2017, o Programa de Inseminação Artificial, desenvolvido pela Emater–MG, permite que agricultores familiares de dezenas de  municípios do Sul de Minas melhorem a qualidade genética do rebanho, por meio da inseminação artificial nas vacas, utilizando sêmen de reprodutores de alto padrão. Foram adquiridos e distribuídos  botijões de sêmen,  motos para deslocamento dos inseminadores, kits de inseminação. Os recursos aplicados no programa são provenientes do governo estadual e de emenda parlamentar.

 

Chamada Pública do Leite

Os serviços de assistência técnica e extensão rural da Emater–MG foram contratados pelo então Ministério do Desenvolvimento Agrário, por intermédio dos editais da Chamada Pública da Cadeia Produtiva do Leite. Com os serviços contratados pela Chamada Pública, as famílias selecionadas participam de dias de campo, têm atendimento individualizado,  têmplanos produtivos elaborados, são capacitadas, além de outros benefícios que ajudam a melhorar a produção leiteira.

Parcerias

  • Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa
  • Embrapa
  • Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Seapa
  • Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico – Sede
  • Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado de Minas Gerais – Epamig
  • Associação Brasileira dos Criadores de Girolando – Girolando
  • Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA
  • Associação Brasileira dos Criadores de Zebu – ABCZ
  • Centro Universitário de Patos de Minas – Unipam
  • Universidades
  • Prefeituras
  • Empresas de Pesquisa Agropecuária
  • Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais Ltda. - SICOOB Central
  • Crediminas
  • Banco do Brasil

 

Gestor da Agenda

José Alberto de Ávila Pires – xapeco@emater.mg.gov.br
 



Matérias Relacionadas

Produtores de leite em Carvalhos e Liberdade modernizam salas de ordenha (04/06/2019)