Sobre o PROPEC
   Adicionar aos favoritos Intranet           

Sobre o PROPEC

SOBRE O PROPEC-MG

Em diversas regiões de Minas Gerais, pecuaristas produzem leite exclusivamente de vacas "cruzadas" HxZ (Holandês x Zebu, especialmente Gir). E, para se acasalarem com essas vacas, utilizam touros de raças zebuínas (Nelore, Guzerá, Tabapuã, Gir). Isso tem sido uma alternativa de renda complementar à produção de leite, obtida por meio da venda das crias produzidas (machos e fêmeas) para recria, engorda e abate, ou para a produção de leite e corte, como no caso do uso de touros Gir e Guzerá, com aptidão leiteira.  Esta realidade tem como justificativa um melhor retorno econômico obtido na exploração.

Diante desse quadro, por meio do PROPEC-MG, a SEAPA-MG criou uma política institucional direcionada para que os rebanhos leiteiros de Minas Gerais tenham, em escala crescente, a predominância de vacas "cruzadas", que serão cobertas ou inseminadas com sêmen de touros "terminadores" (raças especializadas de corte), sendo todas as suas crias (machos e fêmeas) destinadas à recria/engorda e ao abate para produção de carne bovina. Ao mesmo tempo, outros pecuaristas são estimulados a se especializarem na produção de fêmeas cruzadas, particularmente de "meio-sangue" (F1), para serem vendidas aos produtores de leite. Com esta proposta, a SEAPA-MG criará para a exploração de gado de leite do Estado um modelo semelhante ao que vem sendo utilizado na suinocultura (Marcatti et al., 2000) de estratificação piramidal, com três estratos definidos de fazendas produtoras, ou rebanhos NÚCLEO, MULTIPLICADOR e COMERCIAL, com funções bem específicas e definidas. Como, por exemplo, o "MODELO EPAMIG".

 

 

voltar

Documento sem título
Imprimir
 

Endereço da Unidade Central: Av. Raja Gabaglia, 1626 - B. Gutierrez / Belo Horizonte - MG / CEP: 30.441-194
Telefone: (31)3349-8001 ou (31)3349-8120
Copyright© EMATER-MG. Todos os direitos reservados