..::Resumo de quadro do Rádio Emater em Ação - Emater-MG ::..
Adicionar aos favoritos Intranet 


RÁDIO EMATER EM AÇÃO


FIQUE POR DENTRO - Notícias do agronegócio

 

Data de publicação: 27/06/2014
 
Mudanças na lei de produção artesanal de queijo de cabra
   

clique
Para ouvir dê duplo clique sobre a imagem.
Para fazer o download, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e selecione a opção "salvar destino como".

VH/ FIQUE POR DENTRO

Mudanças na lei de produção artesanal de queijo de cabra

Loc: O Projeto de Lei, que trata da regulamentação da produção artesanal de queijo de cabra e de ovelha, foi aprovado em segundo turno, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais), no dia 25 de junho. A proposição substitui o texto aprovado no ano passado. O coordenador técnico de pequenos animais, Dirceu Alves Ferreira comenta sobre a importância para os produtores da regulamentação do setor e os benefícios que ela trará:
Sonora: Dirceu Alves Ferreira
Começa:"Por um lado..."
Termina:"...cabra e ovelha."
Tempo:1'13"

Nota pé: Esse novo texto revoga um artigo da Lei 19.583, de 2011, que dispõe sobre a manipulação e beneficiamento artesanal de leite de cabra e de ovelha. Assim, deixam de ser exigidos registro do rebanho no IMA, apresentação de sanidade do rebanho expedido por profissional habilitado e prestação de assistência técnica. Por outro lado, o texto aprovado estabelece como condições para a produção do queijo artesanal de cabra e de ovelha o uso de leite de rebanho sadio e o atendimento das condições de higiene recomendadas pelo órgão de controle sanitário. Além disso, torna obrigatórios o registro do produtor de leite no IMA e a atualização anual dos dados referentes ao seu rebanho.
Tempo:02'26"
BG

Focos de incêndio aumentam 40% no Sudeste

Loc: De acordo com o último relatório de queimadas do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o número de focos de incêndio aumentou em 40 por cento em relação ao mesmo período do ano passado nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Só na quinta, dia 26, foram registrados mais de 400 focos, sendo em Minas Gerais 36 focos. De acordo com especialistas, a estiagem que costuma durar de junho a novembro em algumas dessas áreas, veio antecipada neste ano. O fato de não termos tido chuvas no verão agrava a situação dos reservatórios e da mata. O meteorologista da Somar Celso Oliveira comenta que como os canaviais secos em boa parte de São Paulo e Minas Gerais, os focos de incêndio se alastram mais rapidamente. O nível dos rios também reflete este cenário da falta de chuva do início do ano. Em São Paulo, o rio Piracicaba teve a menor vazão dos últimos 30 anos em um mês de junho.
Tempo:59"
BG

IMA faz estudo sobre o queijo de Araxá

Loc: O IMA, em parceria com a UFMG, está fazendo um estudo para verificar o tempo ideal de maturação do queijo minas artesanal de Araxá, a fim de atender a legislação. O queijo é produzido a partir de leite cru, por isso quando feito sem os devidos cuidados higiênicos pode ter agentes patogênicos e trazer problemas para o consumidor. O Ministério da Agricultura determina que o queijo artesanal só pode ser comercializado e consumido após 60 dias de maturação. Período inferior somente é aceito quando estudos técnico-científicos comprovem a eficiência do tempo menor de maturação. Devido às particularidades de cada região, o período de maturação também é diferente. Durante a maturação ocorrem alterações bioquímicas e microbiológicas importantes no queijo que determinam a eliminação de bactérias indesejáveis e a conservação do produto, além de proporcionarem sabor e textura típicos. Seis produtores cadastrados no IMA dos municípios de Campos Altos, Araxá, Tapira, Sacramento e Ibiá tem os queijos deles analisados periodicamente.
Tempo:1'09"
BG

Agricultores apostam em nova variedade de tangerina

Loc: O cruzamento da tangerina ponkan com uma variedade japonesa está rendendo um bom lucro para os agricultores de Antônio Carlos, na Zona da Mata. Os frutos da dekopon são maiores e o preço remunera bem. No período sem concorrência, a caixa da fruta pode chegar a 80 reais. A variedade ainda é pouco conhecida no Brasil e chegou há seis anos na região. As tangerinas dekopon são mais resistentes ao ataque de pragas e a produtividade é 20 por cento maior que a da pokan. As frutas, geralmente mais ácidas, surpreendem pelo tamanho até três vezes maior que o da tangerina tradicional. Cinco agricultores da região decidiram apostar na variedade e a dekopon já representa quase 10 por cento da produção local. Outra característica que facilita a comercialização é que os gomos não têm sementes.
Tempo:47"
Tempo total:05'22"




Documento sem título
Imprimir


 

Endereço da Unidade Central: Av. Raja Gabaglia, 1626 - B. Gutierrez / Belo Horizonte - MG / CEP: 30.441-194
Telefone: (31)3349-8001 ou (31)3349-8120
Copyright© EMATER-MG. Todos os direitos reservados