..::Resumo de quadro do Rádio Emater em Ação - Emater-MG ::..
Adicionar aos favoritos Intranet 


RÁDIO EMATER EM AÇÃO


FIQUE POR DENTRO - Notícias do agronegócio

 

Data de publicação: 13/06/2014
 
Pronaf é acessado por agricultores de 98% dos municípios
   

clique
Para ouvir dê duplo clique sobre a imagem.
Para fazer o download, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e selecione a opção "salvar destino como".

VH/ FIQUE POR DENTRO

Pronaf é acessado por agricultores de 98% dos municípios

LOC: Produtores familiares de 98 por cento dos municípios brasileiros já acessaram, pelo menos uma vez, alguma linha de crédito do Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). O alcance nacional do programa foi medido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, que analisou a origem dos contratos do Plano Safra da Agricultura Familiar 2013/2014. Iniciado em julho passado, o plano segue em vigor até o fim de junho deste ano. De acordo com o secretário-executivo do MDA, Laudemir Müller, a alta adesão dos agricultores familiares faz com que o Pronaf seja consolidado como a principal política de apoio à organização produtiva da agricultura familiar.
Sonora: Laudemir Muller
Começa: “Nós tivemos mais de um milhão...
Termina: … onde o rural é importante”.
Tempo:37"

Nota pé: Mesmo com o ano safra ainda em aberto, o volume contrato pelo Pronaf já registra a marca dos 20 bilhões de reais. O montante é o maior da história do programa. Mantido pelo MDA, o Pronaf financia operações de custeio e investimento para projetos de agricultores familiares, com condições diferenciadas do mercado. Para a safra 2014/2015, o crédito anunciado para a agricultura familiar é de 24 bilhões reais, quase 15 por cento maior que a safra passada. Mais informações sobre o Pronaf no site www.mda.gov.br
Tempo:02'09"
BG

Agricultores familiares usam Copa para fazer negócios

Loc: A Copa do Mundo está atraindo milhares de visitantes para os mais distantes lugares do país. Para aproveitar esse movimento e promover produtos tipicamente brasileiros, o Ministério do Desenvolvimento Social montou pontos de venda nas cidades-sede dos jogos. Os produtos têm certificação e são vendidos pelos próprios agricultores. Um exemplo é o café orgânico feminino, produzido por uma cooperativa que conta com apenas mulheres da região de Poço Fundo, em Minas Gerais. Outro exemplo são os doces de Umbu, a fruta nordestina, que mudou a realidade de uma comunidade na Bahia. São Paulo é a primeira sede da Copa a receber a iniciativa, que ainda estará presente em mais nove cidades brasileiras. O quiosque com os produtos orgânicos da agricultura familiar fica no Vale do Anhangabaú, no centro da capital paulista.
Tempo:01'01"
BG

Indefinição sobre a safra 2014/2015 de café deixa mercado instável

Loc: As incertezas quanto ao volume e à qualidade do café que será colhido na safra brasileira 2014/2015 têm deixado o mercado interno bastante volátil. Segundo o Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), o cenário só deve se estabilizar quando as produções nacional e mundial estiverem mais bem definidas. Em termos globais, relatórios divulgados no final de maio pelo USDA, órgão do Governo americano, indicam que a produção deve se reduzir no Brasil e na Indonésia, mas pode aumentar na Colômbia e no Vietnã. Segundo o Cepea, em relação ao mercado brasileiro de arábica, os preços tiveram leve recuperação. O Indicador Cepea/Esalq do arábica tipo 6 bebida dura para melhor, posto em São Paulo, fechou no dia 11 a 401 reais e 19 centavos a saca de 60 quilos, alta de 0 vírgula 9 por cento frente ao fechamento da quarta anterior.
Tempo:01'04"
BG

Produtores devem fazer o Cadastro Ambiental Rural

Todos os proprietários ou posseiros rurais de Minas Gerais devem fazer o CAR (Cadastro Ambiental Rural), do governo federal, até maio de 2015. Minas Gerais optou por desenvolver a própria plataforma, o Sisemanet, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente. O cadastro faz parte do Código Florestal Brasileiro e é obrigatório para todas as propriedades rurais do país, independente do porte. O objetivo do cadastro é compor uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento. Para agilizar o processo em Minas, a Faemg, em conjunto com 381 sindicatos rurais filiados, está desenvolvimento um trabalho de informação aos produtores.
Tempo:49"
Tempo total:05'04"




Documento sem título
Imprimir


 

Endereço da Unidade Central: Av. Raja Gabaglia, 1626 - B. Gutierrez / Belo Horizonte - MG / CEP: 30.441-194
Telefone: (31)3349-8001 ou (31)3349-8120
Copyright© EMATER-MG. Todos os direitos reservados