..::Resumo de quadro do Rádio Emater em Ação - Emater-MG ::..
Adicionar aos favoritos Intranet 


RÁDIO EMATER EM AÇÃO


FIQUE POR DENTRO - Notícias do agronegócio

 

Data de publicação: 14/03/2014
 
Mapa declara emergência em Minas por broca do café
   

clique
Para ouvir dê duplo clique sobre a imagem.
Para fazer o download, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e selecione a opção "salvar destino como".

VH/ FIQUE POR DENTRO

Mapa declara emergência em Minas por broca do café

Loc: O Ministério da Agricultura declarou estado de emergência fitossanitária em Minas Gerais, por causa do "risco iminente de surto pela infestação da broca do café.  A medida, segundo o ministério, considerou a gravidade pela grande capacidade de proliferação da praga, a baixa capacidade de resposta disponível pela ausência de alternativas eficientes para seu manejo e os efeitos sobre a economia agropecuária. Mas o coordenador de Cafeicultura da Emater Minas, Marcelo Felipe, acredita que são necessárias mais ações em relação ao controle e combate à broca-do-café:
Sonora: Marcelo Felipe
Começa: “ A broca existe...”
Termina: “...no estado.”
Tempo:43"
BG

Nota pé: O prazo de vigência da emergência fitossanitária e da adoção das medidas emergenciais será de um ano. A broca-do-café é a segunda maior praga do Brasil, atrás apenas da ferrugem e pode causar grandes perdas na produtividade e na qualidade do café.
Tempo:1'43"
BG

Agropecuária tem alta rotatividade de empregos

Loc: O setor agropecuário é a segunda atividade no país com maior rotatividade de empregos, ficando apenas atrás apenas do ramo da construção civil. O dado foi apresentado pelo Ministério do Trabalho em um seminário que discutiu propostas para mudar essa situação. A rotatividade na construção civil chegou a 115 por cento em 2012. No setor agropecuário, o índice foi de 92 por cento. O secretário de Polícias Públicas do Ministério do Trabalho, Silvani Pereira, explica que a rotatividade na agricultura é uma situação intrínseca do setor. A partir do momento que tem uma safra, crescem os contratos, quando termina, vem as demissões porque há uma redução da necessidade daquele trabalhador. Governo, produtores e sindicatos de trabalhadores rurais querem agora discutir formas para o trabalhador não fique desprotegido de benefícios sociais, nos períodos de interrupção do trabalho.
Tempo:01'00"
BG

Estiagem atrasa plantio de feijão da segunda safra

Loc: A estiagem nos meses de janeiro e fevereiro provocou atrasos no plantio do feijão de segunda safra, o que pode reduzir a produção. Segundo o IBGE, Minas Gerais é o Estado que mais sofre com as adversidades climáticas. A previsão de produção entre janeiro e fevereiro sofreu baixa de 10 por cento, para 176 mil toneladas. No estado, a produção deve ser 9 por cento menor do que no ano passado. A região Nordeste também pode ser afetada, pois lá a seca persiste há três anos. A primeira safra de feijão terá um forte ganho ante o volume colhido no ano passado. A estimativa de fevereiro aponta  um crescimento de 62 por cento ante 2013. Segundo o IBGE, o resultado é reflexo do aumento na área plantada e no rendimento médio. As estimativas para a terceira safra nacional do feijão foram mantidas em 502 mil toneladas.
Tempo:01'02"
BG

Café ganha gosto de chocolate e caramelo

Loc: Uma pesquisa da Ufla (Universidade Federal de Lavras), em Minas Gerais, está usando fungos encontrados no café para deixar a bebida com gosto de chocolate, caramelo e frutas cítricas. Quem faz esse trabalho são as leveduras, fungos visíveis apenas por microscópio, e que já são usadas no processo de fermentação de outros alimentos, como pães, cerveja, vinho e até chocolate. Foram identificadas até agora quatro tipos de levedura extraídos dos próprios frutos do café. Usados em quantidade maior do que normalmente encontrados nos grãos, podem intensificar sabores e aromas já existentes ou acrescentá-los aos que não têm. Segundo a coordenadora da pesquisa, Rosane Freitas, a técnica vai possibilitar que os agricultores forneçam um produto especial, com maior valor. As leveduras selecionadas devem chegar ao mercado em cinco anos, diz a Ufla. Um quilo de levedura em pó, suficiente para fermentar três toneladas de grãos, poderá custar de 70 a 90 reais ao produtor.
Tempo:01'06"
Tempo total:04'53"




Documento sem título
Imprimir


 

Endereço da Unidade Central: Av. Raja Gabaglia, 1626 - B. Gutierrez / Belo Horizonte - MG / CEP: 30.441-194
Telefone: (31)3349-8001 ou (31)3349-8120
Copyright© EMATER-MG. Todos os direitos reservados