BELO HORIZONTE (20/09/2017) - Nesta quinta-feira (21/09), Dia da Árvore,  a Emater-MG e o Instituto Espinhaço vão assinar um acordo de cooperação técnica, visando a implementação de ações sinérgicas e complementares ao projeto “Plantando o futuro:  semeando florestas, colhendo águas na serra do espinhaço”. O evento vai acontecer, às 9h30, na sede da empresa de extensão rural, em Belo Horizonte.

O projeto Plantando o Futuro é uma iniciativa do governo de Minas Gerais que visa o plantio de 30 milhões de árvores, a recuperação de 40 mil nascentes, de 6.000 hectares de mata ciliar e de 2.000 hectares de áreas degradadas, em todos os 17 territórios de desenvolvimento de Minas Gerais, até 2018. Entre as ações do Plantando o Futuro, está o Projeto Semeando Florestas, Colhendo Águas na Serra do Espinhaço, coordenado pelo Instituto Espinhaço, uma associação civil sem fins lucrativos, com abrangência nacional. Os recursos do projeto são repassados pela Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

O Plantando o Futuro: Semeando Florestas, Colhendo Águas na Serra do Espinhaço visa à restauração florestal no estado de Minas Gerais, por meio da produção de mudas de espécies nativas. A iniciativa contribui com o compromisso internacional do Brasil de recuperar 12 milhões de hectares de florestas até 2030. O acordo de cooperação entre a Emater e o Instituto Espinhaço prevê a realização de ações de desenvolvimento rural sustentável e complementares às previstas no Projeto Plantando o Futuro. “Buscamos a Emater porque nós tínhamos programas com plena sinergia. Além disso, o nosso público é o pequeno agricultor, o mesmo da Emater. Então, a ideia é casar esforços”, explica o presidente do Instituto Espinhaço, Luiz Cláudio de Oliveira.

O gerente de Divisão de Inovação do Departamento Técnico da Emater-MG, João Carlos Guimarães, diz que o propósito do acordo é unir e potencializar esforços em ações ambientais que a empresa já desenvolve, como a conservação de solo e água. “Os técnicos fazem a mobilização de agricultores para que eles permitam que essas ações aconteçam nas propriedades deles. Assim, com um conjunto de propriedades participantes, temos uma ação integrada de conservação de nascentes, de terraços, de bacias de captação de chuvas, e a readequação de trechos de estradas rurais, entre outros trabalhos ambientais”, explica João Carlos.

Projeto Semeando Florestas, Colhendo Águas na Serra do Espinhaço

O Plano de Trabalho do projeto Plantando o Futuro: Semeando Florestas, Colhendo Águas na Serra do Espinhaço inclui a mobilização e a sensibilização das comunidades nos municípios da região abrangida pelo projeto, na Serra do Espinhaço, em Minas Gerais. O trabalho de educação ambiental em comunidades rurais prevê a divulgação de técnicas sustentáveis de uso do solo e do manejo das áreas rurais.

O projeto pretende ainda implantar cinco viveiros e plantar três milhões de mudas nativas (Mata Atlântica e Cerrado) na região abrangida pelo Projeto, na Serra do Espinhaço. Também serão identificadas áreas e promovida a coleta de sementes de espécies nativas necessárias à produção das mudas para o projeto Plantando o Futuro. O Acordo de Cooperação Técnica entre a Emater-MG e o Instituto Espinhaço deverá vigorar pelo prazo de quatro anos, a partir da data de assinatura do convênio.

Serviço – Assinatura de Acordo de Cooperação Técnica
Data: 21 de setembro (quinta-feira)
Horário: 9h30
Local: Emater-MG – Avenida Raja Gabaglia, 1626 – Gutierrez – Belo Horizonte


Assessoria de Comunicação – Emater-MG
Jornalista responsável: Flávia Freitas
Tel.: (31) 3349-8096
e-mail:
flaviasouza@emater.mg.gov.br
www.emater.mg.gov.br
facebook.com/ematerminas
Crédito da foto: Veronica Manevy/Imprensa MG

Publicado em: 20/09/2017