Gestor da Agenda:
José Luís Meirelles Ferreira

Foco da Agenda:

Assistência Técnica e Extensão Rural em bases agroecológicas para a construção de sistemas sustentáveis de produção.

Fatores como a modificação genética das sementes - transgênicos -, o uso indiscriminado de agrotóxicos com a crescente contaminação dos agricultores, alimentos e meio ambiente, as modificações climáticas, a escassez das águas, o empobrecimento dos solos, a alta dependência dos agricultores a insumos externos, a perda elevada da biodiversidade e a demanda cada vez maior da sociedade por alimentos saudáveis, nos leva a repensar a forma de produzir alimentos.

A agricultura de base agroecológica, por ser menos impactante e mais sustentável, vem crescendo em todo o mundo e ganham destaque as tecnologias que promovem uma agricultura menos dependente de fertilizantes e de agrotóxicos, que não contamine o meio ambiente, que considera o saber acumulado dos agricultores e que promova a saúde das

Desafios e Proposições:

Aumentar o número de agricultores produzindo em bases agroecológicas

  • Aumentar o número de agricultores produzindo em bases agroecológicas
  • Construção de sistemas de produção em bases agroecológicas, com rentabilidade e redução de riscos à saúde do agricultor e ao meio ambiente.
  • Construir procedimentos técnicos para orientar a produção em transição agroecológica, considerando o conhecimento e a cultura regional e as especificidades do ambiente.
  • Articular parcerias com universidades, ong´s, movimentos sociais e organizações de agricultores para a dinamização da agroecologia no estado.
  • Desenvolver formulários que orientem quanto ao custo de produção dos produtos agroecológicos.
  • Promover ações de resgate de materiais propagativos (sementes e mudas), raças e variedades locais tradicionais ou crioulas.

Ampliar a oferta de produtos orgânicos certificados para o mercado

  • Promover ações de resgate de materiais propagativos (sementes e mudas), raças e variedades locais tradicionais ou crioulas.
  • Atuar em parceria com o IMA e outras certificadoras, de modo a promover a aproximação dos agricultores e dar agilidade aos processos de certificação por auditoria.
  • Assessorar a constituição de grupos de agricultores para a obtenção de certificação participativa

Ampliar o acesso dos agricultores familiares ao Pronaf Agroecologia

  • Assessorar a constituição de grupos de agricultores para a obtenção de certificação participativa
  • Atuar em parceria com agentes financeiros visando ampliar o volume de recursos financeiros desta linha de atuação do Pronaf.

Aumentar a inserção e permanência de agricultores familiares nos espaços de comercialização

Investir no desenvolvimento de habilidades e competências dos agricultores para atender às demandas do mercado.

  • Qualificar Agricultores familiares para a comercialização da produção em Feiras Livres, PNAE e PAA
  • Promover a economia solidária (organização, autogestão, mercado justo)

 

Parcerias:

  • Atuar em parceria com agentes financeiros visando ampliar o volume de recursos financeiros desta linha de atuação do Pronaf.
  • EMBRAPA
  • EPAMIG
  • Instituto Mineiro de Agropecuária – IMA
  • Articulação Mineira de Agroecologia -AMA
  • Universidade Federais e Institutos Federais
  • Núcleos de Estudos em Agroecologia – NEAS
  • Rede Urbana de Agroelcologia Metropolitana - RUA

Contato: José Luís Meirelles Ferreira - jluis@emater.mg.gov.br